Abrir uma loja virtual é uma das 42 ideias para ganhar dinheiro que listei em outro artigo.
Chegou a hora de explicar o que você precisa saber antes de abrir seu próprio e-commerce!

É fascinante pensar que hoje podemos vender praticamente de tudo pela internet e alcançar clientes do país inteiro ou mesmo do exterior.

Os consumidores têm acesso a seus produtos 24 horas por dia, com a vantagem de poderem usar o celular para pesquisar e comprar itens em qualquer lugar — no metrô a caminho do trabalho ou na hora do almoço, por exemplo.

Já quando se trata de uma loja física, a estrutura mínima para começar sem dúvida é maior…

Antes de tudo, você precisa de um imóvel bem localizado, o que normalmente implica em pagar aluguel. Sem falar em outros gastos como luz, água, IPTU, taxas de licenciamento etc.

Mas, se optar por uma loja virtual, as coisas ficam mais simples. Pois assim você não precisa ter um imóvel comercial e pode gerenciar tudo pelo computador da sua casa.

Minha proposta aqui é mostrar o passo a passo de como abrir um e-commerce do zero, com todas as etapas e dicas que você precisa seguir para ter um negócio lucrativo.
 

ecommerce-loja-virtual

Loja virtual ou e-commerce é um site que oferece produtos para compra remota, pela internet. Trata-se de um dos principais canais de venda utilizados no comércio eletrônico.

Em uma loja online os clientes têm acesso a fotos e descrições detalhadas dos produtos e podem pagar os pedidos com diferentes meios, como cartões de crédito e débito, boleto bancário e PayPal.

Depois que a compra é efetivada, o produto é enviado ao endereço cadastrado pelo cliente na loja virtual. A entrega pode ser feita pelos Correios ou transportadoras privadas.

Comércio eletrônico ou e-commerce é um termo que se refere à compra e venda de produtos por meios eletrônicos, incluindo sites e aplicativos.

A loja virtual é apenas um dos meios disponíveis para atuar no comércio eletrônico. Também é possível começar a vender online utilizando marketplaces como Mercado Livre e OLX. Você pode inclusive vender pelo Instagram.

Entretanto, hoje em dia o processo de criação da uma loja virtual é muito simples, pois existem ferramentas que fazem quase tudo por você, desde a criação do site e o layout até a integração com diferentes meios de pagamento.

 

Vantagens de ter um comércio eletrônico

 
As principais vantagens de ter uma loja virtual são:

programa-membros - Infoproduto

Liberdade e autonomia. Como você pode administrar seu e-commerce de qualquer lugar, pelo computador, é possível ter uma rotina flexível, com mais tempo para sua vida pessoal e familiar.

público-amplo

Acesso a um público amplo. Com uma loja virtual você pode captar clientes de todo o Brasil ou até de outros países, o que dificilmente ocorre em uma loja física.

redução custos

Redução de custos. Um comércio eletrônico permite cortar custos com aluguel, contas de consumo e até mesmo com funcionários, especialmente no início.

preços competitivos

Preços competitivos. Mesmo considerando os custos com envios, muitas vezes as lojas virtuais conseguem ter preços mais competitivos que as físicas, devido à economia que mencionei (com aluguel, contas etc.).

Desvantagens

 
Depois de listar as principais vantagens, também preciso apontar algumas desvantagens do e-commerce:

Falta de contato direto

Falta de contato direto com o produto. Por melhores que sejam as fotos e descrições de uma loja online, elas não superam a percepção que o cliente tem ao ver e tocar o produto “ao vivo”.

Essa falta de contato direto com o produto também pode levar o consumidor a se equivocar na hora da compra (e pedir reembolso, com base no direito de arrependimento).

Concorrência

Concorrência. Do mesmo modo que a internet proporciona grande abrangência geográfica, traz uma concorrência maior. Afinal, você estará competindo com lojas virtuais do Brasil inteiro.

Tempo de entrega

Tempo de entrega. Assim com a falta de contato direto, ter que esperar a entrega pode desestimular alguns consumidores a comprarem online.

Comércio eletrônico no Brasil

Para saber se o seu negócio online é viável, é preciso analisar o potencial do nicho no qual você pretende atuar (falarei sobre escolha do nicho em outro tópico).

Mas, para ter uma noção geral, vamos dar uma olhada em alguns números sobre o comércio eletrônico no Brasil:

Z

42% dos brasileiros já fizeram compras pela internet. Entre pessoas com renda acima de 5 salários mínimos, esse percentual sobre para 74%, de acordo com uma pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). 

Z

O faturamento do e-commerce no Brasil chegou a R$ 75,1 bilhões em 2019, o que representa um aumento de 22,7 em relação ao ano anterior, segundo o relatório NeoTrust 2ª edição.

Lembrando que esses números não levam em consideração o impacto da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) sobre os hábitos de consumo online da população.

Devido às restrições ao comércio físico impostas pela situação, muitos consumidores começaram a comprar online ou passaram a comprar mais.

Ainda não temos estatísticas sobre o assunto, porém, é provável que tal cenário impulsione ainda mais o setor de e-commerce no futuro.

Como abrir uma loja virtual passo a passo

 
Agora sim, vamos ao passo a passo de como abrir seu ecommerce do zero:

Encontre seu nicho de mercado

O primeiro passo é identificar um nicho de mercado e o tipo de produto que você vai vender na sua loja virtual.

Moda, esportes, beleza e decoração são exemplos de grandes nichos. Dentro deles encontramos segmentos menores como moda plus size, acessórios para exercícios em casa, cosméticos veganos e artesanato.

Leve em consideração suas preferências e conhecimentos ao escolher um nicho, afinal, fica mais fácil trabalhar com um setor que você gosta ou sobre o qual sabe bastante.

Defina seu público-alvo

Depois de decidir o que você vai vender, é hora de definir para quem você vai vender. Segmentar seu público é fundamental para montar uma estratégia de vendas e fazer seu negócio decolar.

Fatores com gênero, renda, faixa etária, escolaridade e até mesmo hobbies devem entrar na definição desse público-alvo.

Escolha o nome da sua loja

Sabendo em qual nicho você vai atuar e quem será seu público, é hora de pensar em um nome para sua loja online.

O ideal é encontrar um nome curto e de fácil memorização, que ao mesmo tempo tenha a ver com seu nicho e seja original.

Também é preciso verificar se o nome está disponível para registro de marca e de domínio (o endereço do site na internet).

Formalize seu negócio

Formalizar seu negócio logo no começo garante que você estará em dia com a legislação e ainda traz a vantagem de ter um CNPJ na hora de negociar com fornecedores.

O caminho mais fácil para isso é se cadastrar como Microempreendedor Individual (MEI). O processo para se cadastrar como MEI é rápido e simples, totalmente pela internet, no Portal do Empreendedor.

Como MEI, sua empresa paga um valor fixo mensal referente aos impostos, de aproximadamente R$ 60. Entretanto, se o negócio ultrapassar o limite de faturamento do MEI (até R$ 81 mil por ano), terá que migrar para outro porte de empresa.

Encontre bons fornecedores

Assim como em um negócio físico, os fornecedores são um fator decisivo para o sucesso do seu comércio virtual.

A escolha deve ser feita com base em quesitos como qualidade dos produtos, preço, condições de pagamento e prazos de entrega. É recomendável ter mais de um fornecedor para cada produto, pois assim você não corre o risco de ficar sem estoque.

Crie sua estrutura de vendas

Montar uma estrutura significa criar sua loja virtual propriamente dita, assim como os perfis da sua marca em redes sociais.

Aqui a identidade visual é um ponto importante, que inclui o logotipo do seu e-commerce, cores e fontes padrão. Mas, você não precisa aprender design para essa tarefa, pode contratar o serviço de um freelancer.

E como adiantei, há várias plataformas que automatizam o processo de criação da loja e integração dos meios de pagamento, permitindo que você customize todos os detalhes.

Meios de pagamento

Imagine que o cliente chegou até a sua loja online, encontrou o produto que buscava, mas, ao tentar fechar a venda, viu que não tinha nenhuma forma de pagamento viável e desistiu.

Então, para evitar perder vendas, é preciso oferecer vários meios de pagamento, como boleto bancário, cartões de débito e crédito e PayPal.

Além disso, seu site precisa oferecer um ambiente seguro, que garanta a proteção dos dados de seus clientes.

Envios

Embora seja possível ter um negócio de produtos digitais, nosso foco aqui são produtos físicos, portanto, a questão dos envios é um ponto crítico.

As duas opções principais para enviar suas mercadorias são os Correios e transportadoras especializadas em e-commerce.

Existe ainda o custo do frete, que você deve avaliar se vale a pena repassar integralmente ao consumidor, arcar com uma parte do valor ou dar frete grátis em alguns produtos.

Atendimento ao cliente

Manter canais de atendimento ao cliente para esclarecer dúvidas e solucionar eventuais problemas é fundamental para o sucesso do seu negócio.

A qualidade e a rapidez do seu atendimento são pilares para construir a reputação do seu e-commerce e se diferenciar da concorrência.

Promova seu negócio

As pessoas não vão descobrir sua loja virtual por mágica, certo? É preciso investir em ferramentas e estratégias para construir uma audiência e assim atrair potenciais clientes.

Criar campanhas de anúncios pagos e manter perfis atualizados nas redes sociais, como Facebook e Instagram, são algumas alternativas.

Você também deve apostar em conteúdos de qualidade, como descrições de produtos originais e bem elaboradas e publicações regulares no blog do seu e-commerce.

Conclusão

 
Agora você já conhece os passos que deve seguir para ter uma loja virtual de sucesso.

Talvez, você ache que é mais complicado do que pensava, mas, é melhor fazer tudo certo desde o começo para ter o melhor resultado, você concorda?

Como vimos, o e-commerce tem um potencial enorme no Brasil, portanto, com dedicação e persistência, dá para ganhar um bom dinheiro vendendo pela internet, seja essa uma forma de renda extra ou sua entrada principal.

Espero que o artigo faça a diferença para você. Se quiser me ajudar a produzir conteúdos cada vez melhores, deixe um comentário com suas opiniões e sugestões. É sempre um prazer receber o feedback dos meus leitores.

Aproveite a assine agora a newsletter do 123 Dinheiro, pois assim você vai receber sempre novas ideias e dicas sobre como ganhar dinheiro direto no seu e-mail!

[Total: 0   Average: 0/5]
0 Compart.
Compartilhar
Pin
Twittar
Compartilhar