fbpx

Você quer descobrir como ganhar dinheiro com o YouTube ? Eu entendo sua curiosidade…vendo o tanto de dinheiro que os youtubers de sucesso faturam, é mais do que normal querer aproveitar essa oportunidade também!

A boa notícia é que você não vai precisar ter milhões de inscritos nem ser considerado uma “personalidade da internet” para começar a obter uma renda com seus vídeos.

Por outro lado, não pense o YouTube é um caminho para conseguir dinheiro fácil. É um meio viável de conseguir uma renda extra, que pode se tornar sua entrada principal ao longo do tempo, com certeza, mas que exige dedicação e persistência.

Como sei que muitas pessoas buscam informações sobre o assunto, resolvi fazer um conteúdo bem detalhado, onde vou explicar:

 

  • Os mitos e verdades sobre ganhar dinheiro com um canal do YouTube.
  • Dicas para criar seu canal e fazê-lo crescer.
  • As diferentes formas de ganhar dinheiro no YouTube.

Viver de YouTube é fácil

Não, criar um canal no YouTube e ganhar dinheiro com ele não é tão fácil. Tenho que ser honesto e dizer isso a todos aqueles que pensam que “viver de YouTube” é fácil.

Pense em um youtuber famoso, Felipe Neto, por exemplo, ou Whindersson Nunes. Estima-se que o Felipe fature até 838 mil dólares por mês e o Whindersson até 189 mil dólares mensais.

Porém, eles têm milhares de concorrentes na plataforma e precisam inovar sempre para manter o engajamento do público.

Aliás, seus concorrentes são pessoas como eu e você, que têm um canal e buscam conseguir mais likes e inscritos a cada dia, mas muitas vezes acabam estagnados em centenas de visualizações por vídeo.

Se fosse tão fácil, todo mundo estaria vivendo do próprio canal no YouTube, certo?

Na realidade, é um trabalho duro. Nada impossível, claro, mas que depende de estudo, prática, dedicação e persistência.

 

Não basta fazer “bobeiras” para se tornar conhecido

Muita gente acha que o único jeito de ficar famoso e ganhar dinheiro no YouTube é fazer vídeos de humor, falando sobre o cotidiano de uma forma peculiar (em outras palavras, fazer bobeiras ou palhaçadas).

Porém, não é só isso que funciona. Muitos youtubers vivem de suas paixões com temáticas diversas, desde culinária, história, música, exercícios, jardinagem, estudo para concursos e educação dos filhos até minimalismo.

Moral da história: se você tem algo para compartilhar, ainda que não seja sua incrível vida ou sua habilidade extraordinária nos games, considere criar um canal no YouTube.

 

Não, não são apenas alguns minutos de vídeo

Fazer um vídeo é mais do que…gravar um vídeo. Tem o roteiro, a preparação do cenário, a filmagem, edição, publicação e divulgação do material.

Também é preciso buscar colaborações com outros youtubers que já possuem uma audiência formada. Igualmente, é preciso focar no marketing para se tornar conhecido. E, claro, responder aos comentários (nem sempre simpáticos) nos vídeos.

Então, quando você ouvir por aí que alguém  ganhou mais de 100 mil reais com o canal do YouTube, lembre-se de que há muito trabalho envolvido.

 

Ser youtuber não é uma fórmula mágica para ganhar 

Ganhar dinheiro no YouTube parece simples, ao alcance de todos e rápido, já que é preciso apenas fazer alguns vídeos…

Muita gente vê isso como uma mina de dinheiro. Antes de pensar em compartilhar algo no YouTube, e conseguir uma audiência com seguidores dispostos a tudo, entenda que o dinheiro não deve ser seu único objetivo.

Infelizmente, sob esse ponto de vista, o YouTube é um pouco parecido com um blog. Somente os mais apaixonados vão vencer. 

É preciso muita vontade para se filmar, uma e outra vez, sem ter muitas visualizações, melhorar, gravar de novo, encontrar novos temas, passar horas e horas editando o vídeo até que fique perfeito. Por tudo isso, é preciso uma grande motivação para seguir em frente.

Se você está criando um canal somente para ganhar dinheiro, provavelmente vai acabar abandonando o projeto rapidamente.

O dinheiro raramente basta como incentivo (até porque, no começo você não vai ganhar quase nada), especialmente para uma atividade tão original e especial como o YouTube, que exige principalmente… ficar na frente de uma câmera e falar.

Dicas para ter sucesso com um canal do YouTube

Essa parte do artigo é bastante complicada, porque não quero que pareça um guia que deve ser seguido ponto a ponto.

O que pretendo é explicar as chaves para ter sucesso no YouTube, a partir de certos pontos que os principais youtubers nacionais e internacionais têm em comum.

Paixão

Amar aquilo que se faz. Isso é primordial.

Quando você faz um vídeo com paixão, se nota. Os vídeos serão mais divertidos, mais espontâneos e mais poderosos. A paixão lhe motivará a fazer mais para obter o melhor conteúdo possível.

É isso que vemos nos vídeos dos youtubers mais conhecidos. Se nota que eles se divertem enquanto gravam, transmitem essa proximidade aos fãs e cuidam da relação com os seguidores (inclusive gravam vídeos sugeridos pelo público).

Conteúdo criativo

Seu canal do YouTube deve ter uma mensagem clara.

Por que você o criou? Qual é o seu objetivo? Fazer rir? Ensinar a tocar guitarra? De qual maneira? Para quem?

Essas perguntas são essenciais, pois servem como um guia para que você não se perca durante os vídeos.

O roteiro

Um bom vídeo deve ter um bom roteiro. O roteiro não é só a história contada no vídeo. É a forma como todos os elementos do vídeo se encaixam, a introdução, a conclusão e a mensagem principal do conteúdo.

Trabalhar nesse roteiro durante o tempo que for necessário pode melhorar significativamente a fidelidade dos seguidores. Assim os vídeos terão mais views, maior tempo de visualização e mais compartilhamentos.

O equipamento

É preciso ter no mínimo um equipamento básico. Porém, não é necessário ir à falência comprando a última câmera de vídeo HD da moda.

Seu smartphone, um tripé portátil (que você pode até improvisar) e um microfone de lapela são o material básico para começar a gravar. Felizmente, para adquirir esse equipamento básico, não é necessário gastar muito dinheiro.

O posicionamento (SEO)

Você acha que logo após publicar um vídeo, ele vai ter milhões de visualizações, como em um passe de mágica? Não, infelizmente, não é tão simples.

Agora você deve trabalhar no posicionamento do seu vídeo, para que ele apareça nas primeiras posições dos resultados de pesquisa no YouTube.

Pense bem: certamente você não é o primeiro a fazer um vídeo sobre “o melhor bolo de chocolate de liquidificador”.

Cabe a você fazer uma boa estratégia de posicionamento de vídeo para que ele apareça nas primeiras posições dos resultados quando esse tópico for pesquisado.

A proximidade

Ter um canal no YouTube também inclui receber dezenas de comentários todos os dias (alguns até ofensivos).

Estar próximo dos seus fãs é essencial: nos temas dos seus vídeos e nos comentários, eles se sentirão ouvidos e ansiosos para compartilhar seus conteúdos.

Eu realmente gosto dos vídeos de youtubers respondendo às perguntas de seus fãs. Na verdade, poderia dizer que esses são os meus vídeos favoritos.

Sim, porque esses vídeos me permitem conhecê-los melhor e me sentir mais próximo. Apesar de ganharem milhares de dólares e serem famosos, mostram que ainda são pessoas como você e eu, com seus desejos, medos, qualidades e defeitos.

Analisar métricas e otimizar

Você não pode fazer dezenas de vídeos e torcer para que todos gostem deles. Você deve analisar os resultados, utilizando as ferramentas do YouTube, para saber como andam  suas visualizações e quais são os vídeos mais compartilhados, por exemplo.

Para muitos, parecerá chato, mas é realmente algo que pode fazer a diferença!

Monetizar

Ao contrário da crença popular, monetizar um vídeo do YouTube não é apenas publicidade, nem a quantia que você pode ganhar a cada 1.000 visualizações.

Aliás, quanto dá para ganhar com 1.000 visualizações?

O valor estimado que um youtuber pode receber a cada 1.000 visualizações em um vídeo varia de 0,25 e 4,50 dólares, que convertendo para a moeda brasileira resulta em valores entre 1 e 19 reais.

Considerando essas quantias, percebemos que é preciso produzir muitos vídeos, com boas taxas de  visualizações, para conseguir tirar uma renda mensal razoável na plataforma. Voltarei a essa questão no próximo tópico.

Como ganhar dinheiro no YouTube

Finalmente, chegamos à parte que você estava esperando, imagino. Provavelmente, a razão pela qual você está lendo este artigo.

Como acabei de explicar, existem diferentes maneiras de ganhar dinheiro no YouTube.

Os pré-requisitos

Para gerar receita com um vídeo, você deve primeiro respeitar as seguintes regras:

⦁ Ter um canal no YouTube. Obviamente.
⦁ Ter uma conta do Adsense aprovada. Fundamental
⦁ Possuir 100% de direitos autorais de todo o conteúdo, incluindo a trilha sonora (esqueça essa história de “ganhar dinheiro com vídeos dos outros”).

Não vou explicar aqui como se registrar no YouTube, no Adsense e ativar a monetização do seu canal. Isso está muito bem explicado neste artigo, que contém um passo a passo de como criar um canal no YouTube e enviar seu primeiro vídeo.

 

Publicidade nos vídeos

A maneira “mais simples” e mais comum de monetizar seu canal é colocar anúncios nos vídeos.

Pode ser um anúncio em tela cheia antes do início do vídeo, banners publicitários sobrepostos no vídeo ou anúncios laterais.

O YouTube paga a cada 1.000 views que um anúncio recebe nos seus vídeos. Porém, só são consideradas as visualizações acima de 30 segundos.

Pense em quantas vezes você mesmo pulou um anúncio em um vídeo antes de chegar aos 30 segundos? Daí percebemos porque não é tão fácil ganhar dinheiro com esse método.

Além disso, desde 2017 o YouTube estabeleceu novas regras para que um produtor possa adicionar anúncios e monetizar seus vídeos. As regras incluem:

Ter pelo menos 1000 inscritos.
Ter pelo menos 4000 horas de conteúdo assistido nos últimos 12 meses.
Seguir todas as diretrizes de conteúdo do YouTube.
Apresentar um bom desempenho em relação a engajamento e comportamento no canal.

De qualquer forma, ganhar dinheiro com anúncios depende bastante de ter um bom SEO nos seus vídeos.

Se você quiser saber mais sobre como obter um bom posicionamento para os seus vídeos, recomendo este artigo do Viver de Blog.

 

Publicidade de produtos

Outra forma de ganhar dinheiro com seus vídeos é promover produtos. Em outras palavras, fazer vídeos patrocinados. É quando uma marca ou empresa paga para você falar sobre algum produto ou serviço.

Obviamente, se você for honesto, só falará sobre as marcas de que gosta e/ou usa de verdade.E também vai deixar claro no vídeo que ele foi feito em colaboração com a marca. Isso nem sempre agradará seus fãs, mas você terá o mérito de ser transparente.

Além disso, você tem o direito de lucrar com a sua paixão, certo? Desde que você diga a verdade sobre o produto, sem exagerar nos elogios ou omitir detalhes menos positivos, está tudo bem.

Apenas uma pequena nota: em geral, quando uma empresa paga para você gravar um vídeo, é ela quem cria o roteiro. Portanto, você não terá total liberdade para criar seu vídeo.

 

Assinaturas e doações

Uma forma recente de monetização de canais do YouTube é a oferta de assinaturas mensais aos inscritos.

Nesse sistema, os membros pagam uma assinatura mensal para ter direito a benefícios como assistir aos vídeos em primeira mão e receber brindes exclusivos.

Há também plataformas de financiamento coletivo que permitem captar doações de apoiadores do canal, como Padrim e Apoia.se.
Vender produtos como afiliado

Você pode promover em seus vídeos produtos ou serviços (sem ser patrocinado diretamente pela marca) e receber uma remuneração toda vez que uma pessoa se inscrever ou comprar pelo seu link.

Essa forma de recomendação é chamada de afiliação, amplamente usada na Internet. De fato, essa também é minha principal fonte de renda neste blog.

Por exemplo, imagine que você vai fazer vídeos sobre corrida de rua. Você pode promover os sapatos que usa ou o relógio que permite acompanhar seu desempenho.

Com um pequeno link para o site do vendedor ou para a Amazon, você ganha uma comissão a cada compra realizada.

Existem outras maneiras de ganhar dinheiro no YouTube, mas essas 4 significam, na minha opinião, as principais fontes de monetização do seu canal.

 

Vender produtos como afiliado

 Você pode promover em seus vídeos produtos ou serviços (sem ser patrocinado diretamente pela marca) e receber uma remuneração toda vez que uma pessoa se inscrever ou comprar pelo seu link.

Essa forma de recomendação é chamada de afiliação, amplamente usada na Internet.

Por exemplo, imagine que você vai fazer vídeos sobre corrida de rua. Você pode promover os sapatos que usa ou o relógio que permite acompanhar seu desempenho.

Com um pequeno link para o site do vendedor ou para a Amazon, você ganha uma comissão a cada compra realizada.

Existem outras maneiras de ganhar dinheiro no YouTube, mas essas 4 significam, na minha opinião, as principais fontes de monetização do seu canal.

Conclusão

A internet mudou o mundo, isso é evidente. Ela mudou a maneira de se comunicar, a maneira de se informar, de gerenciar negócios, de trabalhar e ganhar dinheiro.

E não podemos falar sobre a Internet sem mencionar o YouTube e os youtubers. Essa nova profissão exige muito esforço e não é tão fácil quanto boa parte das pessoas acredita.

É impossível ignorar o impacto que o YouTube teve nos últimos anos, exercendo influência sobre pessoas de todas as idades, que sonham em ser youtubers de sucesso.

Depois de conhecer os mitos e verdades sobre ganhar dinheiro no YouTube, os diferentes modos de monetizar seu canal e dicas para ter sucesso, sugiro que você dê uma olhada em outros artigos nos quais ensino formas honestas e viáveis de obter renda na internet:

 

O que achou disso?

Deixei sua classificação!

Média da classificação 5 / 5. Número de votos 2

0 Compart.
Compartilhar
Pin
Twittar
Compartilhar